Safada Gemendo E Batendo Uma Siririca

3 min

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Safada Gemendo E Batendo Uma Siririca

Safada Gemendo E Batendo Uma Siririca

Fiz e eu mesmo estava perto, apertando sua bundinha gostosa quase a levantando gozei no fundo de sua bucetinha quente, logo tirei meu membro dela e com todo o tesão ainda nao tinha perdido a ereção, tirei a camisinha colocando uma nova logo e mudando de lugar um pouco, ela segurou na cerca que rodeava o terreno da pousada e colocando uma perana à frente me facilitou a entrada em sua bucetinha … Bombei muito tempo e ela gozou novamente, me sentia muito cansado já mas ainda não tinha gozado e tirei meu pau de sua grutinha mirei em seu cuzinho que parecia muito apertado entrei devagar, ela deixava, enquanto isso eu apertava devagar seus seios … Ela estava tão quente quanto eu e qdo já tirava e recolocava com força ela pediu para parar pois estava doendo um pouco, por que era muito grosso segundo ela, e voltei a sua bucetinha que ainda parecia tão appertada quanto seu cuzinho, em poucas estocadas gozei ela junto comigo gemendo muito alto. Eu perguntei o motivo de ele dizer isso, e ele disse que ele tava louquinho por mim, que queria foder comigo, que desde a primeira vez que me viu ele não consegue esquecer o meu jeitinho e nem o meu perfume, eu argumentei com ele dizendo que não podia rolar nada até porque ele era casado tinha até filhos, e ele me pegou nos braços fortes e quentes dele e perguntou se eu não queria nada nada com ele, ele me prometeu que se eu jurasse que não desejava foder com ele ele me soltaria, e eu não poderia mentir pra ele nem pra eu mesma, então fiquei quietinha enquanto sentia a respiração daquele negro, do sorriso envolvente e do olhar que deixa qualquer mulher com o psicológico abalado, então ele me pôs contra a parede, e me beijou a boca, eu fechei os olhos e me entreguei totalmente, não poderia nem me dar o desfrute de pedir pra parar de interromper por medo de meu papai ou minha mamãe nos pegarem no flagra, estava tão bom aquele clima de escondido é mais gostoso, logo ele parou o beijo e foi descendo a mão, pela minha barriguinha até chegar ao meu capozinho de fusca, que estava repartido no meio pela calça leggin, ele começou a esfregar o dedo do meio da mão dele no vão que a calça fazia na minha xaninha, começou a me masturbar por cima da calça e logo deu pra ele sentir o tecido úmido, ele cheirou o dedo e sorriu, eu fiquei constrangida por ele ver que eu estava molhadinha, mas como não ficar se eu morria de tesão por ele e ele tava tocando uma siririca gostosinha pra mim.

Depois dessa gozada espetacular demos um mergulho na piscina e ficamos batendo papo atoa, Elas fizeram um lanche para nós, isso era mais ou menos umas 19h.

Daniel: humm, não quer desperdiçar nenhuma gota né, safada– Vai? – Ela respondeu, quase sem conseguir falar.