Gata Na Siririca Pós Banho

visualizações

4 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Gata Na Siririca Pós Banho

Gata Na Siririca Pós Banho

Aos poucos a dor foi transformando-se em um agradável calorzinho, na medida em que fui relaxando ficou gostoso e eu comecei a sentir sensações novas, era a mesma sensação dez vezes maior que minhas solitárias siriricas, assim sem controle dei um longo gemido e papai voltou a carga.

Claro que você não imaginaria, afinal ela acordou: quase pelada, o resto da pouca roupa desajeitada e descabelada daquele jeito.

Irei usar o nome de Marcos para essa historia e chamarei a mulher do meu melhor amigo de Julia.

Virou de costas pra mim e pras meninas, deixando sua buceta totalmente a mostra pra nós, de tão enfiada que a calcinha tava, e foi, devagar e trêmula, em busca do líquido.

Antes que ele gosasse parou o movimento, me empurrou para trás me deitando, abriu minhas pernas e me chupou, ah, e como chupou, eu não queria gemer, não queria esboçar reação, mas foi involuntário, quando dei por mim já estava dando altos gritos de prazer, ele me colocou de quatro e continuou a me chupar, chupava meu grelinho, a entrada da bucetinha, e subia até meu cuzinho. Quando foi mais tarde o padre foi tomar uma banho e ela foi espionar o padre no banheiro. E agora o que eu faço? Eles não podem conversar. O homem botou minha esposa de quatro e socou com força na xoxota dela, tanta força que o barulho que fazia era bem alto e excitante.

Esporrei como um louco, soltei muito leite em sua boca, sentia os jatos saírem e ela agarrada na minha pica dura, com a boca fechada recebendo tudo com cara de satisfação, até que começou a escorrer pelos cantos de sua boca e ela começou a passar a língua na cabeça dentro da boca, como se limpasse tudo, depois lambeu toda a extensão de meu pau, deixando-o limpinho. E continuou gemendo: Vai gostoso… Me fode todinha… Sou sua escrava….

Isso foi aumentando, aumentando, até que um formigamento tomou conta de todo o meu corpo.